CARTA DE DESPEDIDA – AMIGA-PROFESSORA

Minha querida amiga,

Ainda soa estranho lhe chamar pelo adjetivo de amiga, sabia? Tudo bem que curso de inglês não é o mesmo que faculdade ou escola, mas quantas pessoas você conhece que se tornou amigo de uma professora? Não digo amigo apenas de boas conversas, mas de marcar para sair e considerar uma pessoa querida e querer estar juntos e construir bons momentos. De alguma coisa que ver na internet, lembrar logo essa pessoa ou querer buscar ela no WhatsApp para conversar sobre algum assunto qualquer.

Graças a você, eu entendi que lecionar é mais do que apenas explanar um monte de assunto que você estudou previamente. Ser professor é criar um vínculo com seu aluno, tocá-lo de alguma forma e fazer com que ele entenda a intertextualidade entre a vida real e aquele conteúdo didático que ele é obrigado a ver por conta de um programa escolar.

Lembro da primeira vez que participei de sua turma. Eu sabia que não era o seu favorito e muito menos o aluno com quem você tinha mais intimidade. No começo, desconfiei de você. Não que você tenha feito qualquer coisa errada. Eu desconfio de qualquer pessoa nova que se faz presente em minha vida, sem que eu possa escolher a frequência com que vou encontrar essa pessoa. Então, acostumado com a professora do semestre anterior, desconfiei da novidade que me era apresentada pela vida. Uma novidade melhor – não menosprezando a professora anterior, mas considerando a relação que desenvolveríamos depois.

Quando nos encontramos em sala novamente, eu me senti mais seguro, mais aberto a qualquer coisa. Ouvi algumas pessoas falaram algumas coisas sobre você e aquilo me incomodou. “Ela enrola demais na aula, não começa a ensinar gramática”, ouvi. E defendi: “Mas gente, o curso de inglês também é sobre pronúncia. Não adianta de nada saber a gramática e não conseguir pronunciar, formar frases em inglês ou pensar diretamente no idioma”.

Dessa vez, o que eu já considerara positivo antes, agora era algo que me alegrava e me estimulava. Passei a gostar mais da língua, a me sentir mais seguro para falar em sala de aula. Depois, cada um foi para seu lado, mas continuamos mantendo contatos esporádicos. Nos encontramos em um show internacional, por acaso, quando estava na companhia do meu grande amor. Curtimos juntos em grupo.

Mas foi há pouco tempo que as coisas chegaram a um novo patamar. Comentei algo em uma publicação sua, sobre um filme em comum que gostávamos. Você me chamou para assistir com você e suas amiga e, de repente, acabei entrando também nesse grupo. Hoje, posso acompanhar as suas conquistas de perto, me sentindo confortável para chegar no seu privado e falar sobre alguma coisa que gostei ou para questionar alguma dúvida minha – como fiz quando estava interessado na docência.

Olha, amiga, você é uma pessoa única. Eu estou me acabando, sentindo cada vez mais longe da vida. Para muitas pessoas eu vou demonstrar confiança, dizer que está tudo bem e que estou cheio de esperanças, mas aqui quero deixar registrado que acho que não saio daqui. Não sei se é por causa do dia em que estou escrevendo ou porque senti muitas dores mais cedo. O médico disse que meu quadro não mudou muito, mas eu queria deixar algumas palavras registradas para alguns amigos – tantos quantos eu consiga escrever. Hoje, acordei com as lembranças da época do curso em minha cabeça e decidi que era hora de você receber minhas palavras.

Por favor, não fique triste, caso eu não consiga me recuperar. Estou me esforçando, mas essa doença não depende apenas de mim. Estou tentando e os médicos estão tentando. Torça de pom pom para que meu corpo tente mais forte também, com mais veemência.

Caso eu não saia dessa e você quiser prestar uma homenagem a mim – crie uma pequena história em que sou chamado para fazer parte do Vingadores. Ou talvez eu tenha encontrado os meus Vingadores e seja você e o pessoal do nosso grupo. Quem sabe?

Obrigado pelas lições – muitas das quais você sequer imagina que me ensinou – e pelos momentos. Você é um exemplo.

 

Com carinho,

Carlos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s